Colheita

É realizada quando a laranja atinge o período de amadurecimento adequado à fabricação de determinado produto. Esse amadurecimento é acompanhado ao longo da safra, para que as frutas possam ser destinadas ao mercado (fruta in natura) ou à indústria (fabricação de suco concentrado ou integral).

De acordo com a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), os tipos de laranja são pera rio, natal, valência, hamlin, bahia, westin, rubi, folha murcha, seleta e lima. A pera rio é a mais utilizada para consumo in natura e para a produção de sucos, pois é mais adocicada e menos ácida.

 

Transporte

Depois de serem colhidas, as frutas são depositadas em bolsas, içados por gruas e despejadas em caminhões carregadores. Quando atingem o limite de carga, os caminhões levam as sacolas às caixas de colheita (local de armazenagem temporária das laranjas), onde são estocadas até que uma segunda carreta realize seu carregamento e transporte às fábricas.