Atuamos em diversas frentes, como educação, esporte e qualificação profissional, atendendo nossos funcionários e as comunidades em que estamos presentes.

Projeto Pescar

Educação para o mercado de trabalho

Há 15 anos, a parceria entre a Fundação Projeto Pescar e a Citrosuco promove a inclusão social por meio da iniciação profissional de adolescentes entre 16 e 19 anos em situação de vulnerabilidade social. Eles recebem formação cidadã e profissional, que os qualifica para o mercado de trabalho.

Aulas e treinamentos são ministrados nas próprias instalações da Citrosuco e englobam cursos de iniciação profissional em Serviços Administrativos (Matão), Operações à Indústria (Catanduva), Logística (Santos) e Operações na Agroindústria (Iaras).

Até 2017, foram 174 voluntários envolvidos no projeto, entre empregados e parceiros de negócio, 89 adolescentes formados e 82% inseridos no mercado de trabalho. Por ano, são 92 jovens beneficiados.

 

Educação Complementar, o Cambuhy Agrícola

Arte, esporte e educação ambiental no campo

Em parceria com o Instituto Votorantim, crianças da escola rural da região de Matão (SP) participam de aulas extraclasse de arte, esporte, música e sobre cuidados com o meio ambiente, ministradas na Fazenda Cambuhy.

O projeto identifica e engaja pessoas-chaves dentro da comunidade local e na empresa, criando uma rede de atores em prol da educação. O envolvimento das famílias também é um diferencial do projeto. São 42 crianças da zona rural beneficiadas por ano.

 

Bom de Bola, Bom na Escola

Inclusão social pelo esporte

Com o objetivo de promover a inclusão social por meio da prática esportiva, o programa incentiva e aprimora o desenvolvimento social, cultural e de cidadania de meninos de 10 a 16 anos na cidade de Matão (SP). 

Para frequentar, o participante precisa estar matriculado na educação formal e apresentar bom rendimento escolar. As ações (esportivas e de cidadania) são realizadas no contra turno escolar. São 110 meninos beneficiados por ano.